Tendência - Sleepwear em alta!

Pijama para exibir!

Com boa parte da população trancada em casa, a quarentena tem tirado do armário uma peça até então não muito exibida nas redes sociais: o pijama. Bastou a cantora Ivete Sangalo aparecer com o seu pijama em viscose rosa coberto de bolinhas brancas em uma live para ficar decretado: é cool exibir o seu! De repente, um comportamento privado se tornou público e ganhou até nome: "sleepleisure", que mistura os conceitos de dormir e prazer, em inglês.

Se pijama (quase) todo mundo tem, a escolha predileta de famosas nas redes sociais tem sido o estilo americano, com seus botões, frisos, gola aberta e calça reta —um clássico. O modelo aparece em diversos tecidos, da malha ou flanela à viscose e ao cetim.

Na era do Instagram, movimentos de estilo até então considerados efêmeros podem se converter em tendências culturais legítimas. E, é claro, experiências compartilháveis. Muito além de roupas de dormir, pijamas e camisolas ganharam status de expressão individual fora das quatro paredes do quarto e viraram looks necessários para mostrar aos seguidores a adesão à vida caseira.

"Há clientes que desejam estas peças pela praticidade, uso e vida útil, mas temos ainda outros grupos que utilizam a tendência do sleepwear como elemento de estilo, para manter uma imagem de modernidade em suas redes sociais", explica Andressa Locks, especialista em marketing de moda.

Clássico instagramável

A especialista em marketing de moda explica que códigos de vestir que imperavam até poucos anos trás foram rompidos em nome de uma vida mais simples, livre e - por que não? - instagramável. Peças como o pijama que antes eram restritas ao espaço íntimo foram para as ruas, representando esse desejo por bem-estar em todas as ocasiões.

Moda sleepwear em alta!

Este novo comportamento de consumo atingiu em cheio a indústria da moda, que há alguns anos vem ampliando as referências do sleepwear em suas coleções. E investindo em roupas de dormir pautadas em tendência e praticidade. O setor está aquecido e as expectativas são boas, inclusive no período pós-pandemia. "Ao comprar sleepwear hoje, as pessoas buscam unir moda, conforto e versatilidade. Essa consumidora deseja uma peça que, após esse momento atribulado, possa acompanhá-la", analisa Eduardo Kyrillos, CEO do ICOMM Group.


@sarahjessicaparker

Se durante a pandemia as roupas de dormir viraram peça essencial, muito antes da quarentena o sleepwear já tinha se firmado como forte tendência de moda. Dentro e fora de casa. Tanto os conjuntos de pijama quanto o slip dress e o vestido baby-doll tiveram na moda seu ponto de partida antes de invadir as ruas.

Fonte: Jéssica Arruda
Colaboração para Universa
04/07/2020 


Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados